Educação não é gasto! É investimento!

A Prefeitura Municipal extinguiu em 2017 o Ensino Médio Municipal através de decreto, justificou que não poderia manter esse nível de ensino, pois o mesmo seria de competência do Estado e também a meta da prefeitura seria economizar.

A Justiça de Minas através da liminar concedida comprovou que até a Constituição Federal não veta a possibilidade dos municípios investirem no ensino médio.

É importante lembrar que o ensino médio está assegurado em várias leis municipais; e inclusive está prevista sua ampliação no Plano Municipal de Educação, discutido amplamente com a sociedade antes de sua aprovação.

O Ensino médio municipal em Pouso Alegre tem uma história de mais de vinte anos de sucesso, essa história não pertence a nenhum político ou partido político, é uma conquista do nosso povo, um patrimônio cultural.

Após a liminar da Justiça de Minas determinar a manutenção do Ensino Médio no município, a administração insistiu em encerrar as atividades do mesmo.

A posição, tanto do Ministério Público, quanto da Justiça foi uma oportunidade de reparar esse erro, mas agora a regra mudou, o Município alegou que não houve previsão orçamentária com recursos destinados a manter os 707 alunos do Ensino Médio, algo que já estava resolvido na Câmara Municipal, com a emenda ao orçamento de quase três milhões destinados à manutenção do ensino médio, de autoria do vereador Dito Barbosa e aprovada por todos os vereadores.

Uma cidade do porte de Pouso Alegre com um orçamento de quase R$700 milhões, não tem condições de investir menos de R$3 milhões no Ensino Médio?

Os últimos acontecimentos servem de alerta! A Educação não é prioridade do atual governo de Pouso Alegre.

O nosso trabalho tem sido feito para dar uma resposta aos professores, pais e alunos que desde o ano passado procuram o SIPROMAG, revoltados com essa situação.

Iremos tomar todas as medidas cabíveis para garantir o direito à manutenção do Ensino Médio Municipal de Pouso Alegre e trazer segurança aos professores e servidores.

Confiamos na Justiça!

A luta continua! Educação sempre será prioridade!